jazon-kovats-UES2PnGjiCU-unsplash

Pós-Graduação e Pesquisa

PPGE

Grupos de pesquisa

DEDTEC

Coordenação: Profa. Giselle Martins dos Santos Ferreira 

O DEdTec é o mais novo grupo de pesquisas a atuar no escopo da linha Linguagens Digitais, Tecnologias e Educação, do Departamento de Educação da PUC-Rio. Estabelecido em agosto de 2018, o grupo se dedica a explorar temáticas relativas à área da Educação e Tecnologia a partir de perspectivas discursivo-críticas. Na contramão dos discursos hegemônicos da área, que defendem a inevitabilidade das tecnologias digitais na educação e sua “neutralidade”, naturalizando-as e promovendo visões maniqueístas da relação entre a educação e a tecnologia, o grupo questiona tais premissas e posicionamentos, com o objetivo geral de discutir criticamente as implicações, para a teorização e as práticas da educação, de artefatos, sobretudo digitais, abordados sempre de forma contextualizada a partir de especificidades socioculturais e históricas. Projetos correntes do DEdTec exploram temáticas tais como Big Data e Inteligência Artificial na educação, metáforas da EdTech e a utilização de ficção distópica como recurso formativo. O grupo recebe apoio financeiro da Faperj (APQ1 2019 e IC 2019) e PUC-Rio.

DIVERSIAS

Coordenação: Prof. Pedro Pinheiro Teixeira

O Diversias tem por objetivo pesquisar o ensino de temas controversos na educação em seus diferentes níveis, locais e os atores envolvidos. O ensino de controvérsias é apontado por diferentes autores como fundamental para estimular reflexões sobre o cotidiano dos estudantes, ampliar sua visão de mundo, reconhecer diferenças, superar preconceitos e contribuir para a construção da democracia. Dessa maneira, nossos projetos de pesquisa se dedicam a investigar temas como religião, gênero, conflitos escolares, relações étnico-raciais e conservadorismo, tanto em contextos escolares, quanto em políticas públicas educacionais. As pesquisas do Diversias são financiadas pela FAPERJ (ARC-2019) e PUC-Rio.

educacao_historia

Coordenação: Profa. Patrícia Coelho da Costa 

Este grupo apoia propostas que investigam a história da educação por meio do rádio, do cinema e da televisão, ao longo do século XX, no Brasil. O grupo realiza estudos teórico-metodológicos e projetos que se desenvolvem em níveis de Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado. Os trabalhos desenvolvidos neste espaço têm por objetivo a organização de banco de dados, elaboração de monografias, dissertações e teses, assim como artigos em periódicos especializados, capítulos e livros.

Estetipop

Coordenação: Profa. Mylene Mizrahi

O Estetipop – laboratório de pesquisa em estéticas, antropologia e cultura pop/popular –pesquisa na interface entre antropologia, arte e educação, com interesses que emergem da ênfase na dimensão estética, sensível e sensorial da vida social. Tendo por norte dois marcadores de diferença fundamentais – gênero e raça – interessam-nos a corporalidade, os sentidos, as materialidades, as sonoridades, as visualidades. Nossas pesquisas visam contribuir, de um lado, para a Antropologia da Educação e os diferentes modos de conhecer e de aprendizagem e, de outro lado, para o campo de estudos das Estéticas Corporais e das Formas Expressivas. Nos anos de 2020-2022 o grupo estará engajado no projeto Por uma antropologia na escola, apoiado pela FAPERJ e pela PUC-Rio, tendo por objetivo investigar a formação, as aprendizagens e as estratégias do artista não hegemônico junto a processos de subjetivação juvenis. A pesquisa possui cunho fortemente etnográfico e será conduzida em três escolas municipais de Segundo Segmento, junto ao fluxo dos jovens pelo espaço público e suas redes de relações e conexões. Nossos interesses de pesquisa incluem performance, artes urbanas e música; consumo, gosto, corpo, moda e cabelos; relações raciais, gênero, família e sexualidade; escola e juventude.

Logo GECEC

Coordenação: Profa. Vera Maria Ferrão Candau

Tem como finalidade o desenvolvimento de estudos e pesquisas de caráter interdisciplinar, privilegiando como temática central as relações entre educação e cultura(s) em diferentes espaços educativos e as interrelações entre (de)colonialidade, interculturalidade e educação. Nossa busca tem sido promover uma educação que contribua para o reconhecimento de que, diferentes e iguais, todos os seres humanos têm o direito a realizar seus sonhos e aspirações e a lutar contra todas as formas de marginalização, inferiorização e discriminação. O GECEC tem realizado diferentes pesquisas com o apoio do CNPq, assim como promovido seminários, encontros, palestras, mesas redondas, cursos, assim como organizado diversas publicações. Vinculado ao Departamento de Educação da PUC-Rio, o GECEC conta com uma equipe formada por estudantes de pós-graduação – mestrado e doutorado -, e docentes da PUC-Rio e profissionais de outras instituições de ensino superior do Estado do Rio de Janeiro e da rede de educação básica do estado

LOGO GEFOCC_2

Coordenação: Profa. Maria Inês Galvão Flores Marcondes de Souza 

O Grupo de Estudo Formação de Professores, Currículo e Cotidiano Escolar, GEFOCC atua no Programa de Pós Graduação da PUC-Rio desde 2007, sob a coordenação da professora Maria Inês Marcondes. Inserido na linha de pesquisa Trabalho Docente, Currículo, Aprendizagem e Práticas Pedagógicas, abrange especialmente estudos teóricos e pesquisas qualitativas nas áreas de Formação de Professores, Currículo e Cotidiano Escolar.

GEPEMCI

Coordenação: Profa. Maria Cristina Monteiro Pereira de Carvalho
O grupo de pesquisa em Educação, Museu, Cultura e Infância (GEPEMCI) tem como principal objetivo investigar questões relativas aos espaços museais e suas estratégias educativas para o público em geral, e mais especificamente às crianças de zero a seis anos. O GEPEMCI toma por desafio promover discussões do campo da educação com diferentes processos culturais e instâncias de socialização a partir de três temáticas aglutinadoras: Cultura e Infância, Educação em Museus e Museus como Espaços de Formação.
Instagram: @gepemci.

GEPFE

Coordenação: Prof. Ralph Ings Bannell

Somos um grupo de estudantes e pesquisadores interessados na mente humana, e trabalhando para compreender as concepções acerca desse tema sob o olhar na filosofia da educação. Procuramos compreender os conceitos relacionados à Filosofia da Mente e as suas interseções com a neurociência, a pedagogia, a psicologia, a comunicação, entre outras disciplinas. Temos como objetivo principal traçar possibilidades para a educação que levem em consideração a ciência cognitiva em suas novas formas, as quais, lançando-se para além do cérebro, abrangem corpo, ambiente e tecnologias.

GESQ (1)

Coordenação: Profa. Cynthia Paes de Carvalho
Vice-líder: Ana Cristina Prado de Oliveira (UNIRIO) 

Fundado pela Professora Dra. Cynthia Paes de Carvalho em 2010, o grupo de pesquisa GESQ – Gestão e Qualidade da Educação conta com a participação de alunos da pós-graduação em Educação, estudantes de graduação (IC). Estudamos a gestão nas redes públicas de ensino, buscando analisar os fatores que contribuem para a melhoria da qualidade da educação. Nosso foco são as relações entre a gestão escolar e o desempenho de seus alunos com ênfase na liderança do(a) diretor(a) e sua equipe, bem como nas relações desta com o corpo docente, discente e as famílias. Realizamos ainda pesquisas também sobre gestão e implementação de políticas educacionais, articulando com a questão da gestão escolar e educacional comprometida com a qualidade e a equidade em diferentes contextos organizacionais e redes de ensino. Com um fluxo permanente de desenvolvimento de pesquisas temos apresentado resultados em diversos congressos nacionais (como, ANPAE e ANPED) e internacionais (UCEA, BELMAS, AERA e EERA) e publicado artigos acadêmicos em revistas qualificadas e coletâneas com resultados de pesquisa. Trabalhamos numa abordagem metodológica mista, articulando estudos quantitativos (SAEB/Prova Brasil, Censo Escolar, PISA, etc.) e qualitativos (estudos de caso em escolas e redes de ensino). Temos também desenvolvido nossos próprios instrumentos de pesquisa, investigando tanto a questão da liderança do/a diretor/a e do clima escolar, como a gestão das redes de ensino, especialmente no Estado do Rio de Janeiro. Desenvolvemos, ainda, atividades de extensão voltadas para a formação de professores e gestores. Além do permanente apoio da CAPES/PROEX através do PPGE, entre 2017 e 2020 contamos com apoio do CNPQ (bolsa PQ2) e de 2018 até os dias atuais contamos com o apoio da FAPERJ (Edital CNE).

VIVER_COM_YIDISH

Coordenação: Profa. Sonia Kramer 

Suas ações são voltadas para a: (3) pesquisa “Ensinar e Aprender A língua Yiddish como resistência e experiência identitária”, que tem o objetivo de conhecer e compreender as histórias e práticas e falantes da língua Yiddish na cidade do Rio de Janeiro; (2) formação cultural de jovens professores/as; (3) oficinas para crianças com vivências de cultura Yiddish em escolas (música, histórias e literatura); ; (4) Cursos de Yiddish na PUC-Rio . O objetivo é trabalhar com a riqueza da produção cultural em Yiddish, em particular com a língua, a literatura e a música Yiddish; colaborar com a educação formal e não formal de crianças e jovens. Estudar e reconquistar a língua Yiddish, garantir acesso de crianças e jovens ao conhecimento e ao reconhecimento da sua riqueza: aqui residem o compromisso e a responsabilidade deste projeto.

GRUDHE_logo_COR_RGB_2

Coordenação: Profa. Zena Eisenberg

Vice-coordenação: Profa. Silvia Brilhante

O Grudhe tem como foco principal pesquisas na área da aprendizagem da Linguagem e da Cognição. Os temas já trabalhados no grupo incluem leitura e escrita na escola básica e no ensino superior, a revolução da tecnologia Touch Screen na infância; o desenvolvimento da linguagem e das noções temporais, entre outros. O grupo caracteriza-se pela participação de estudantes da graduação e da pós-graduação em atividades de pesquisa, atuando em todas as suas etapas: no planejamento, execução, análise dos dados, autoria dos trabalhos, apresentação em congressos e publicações.

GRUPEM

Coordenação: Profa. Rosália Maria Duarte

Desde 2001, o grupo desenvolve pesquisas em de parceria com outras instituições brasileiras (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Universidade do Estado do Pará, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Escola Nacional de Saúde Pública, Instituto Fernandes Figueira, Instituto Desiderata, Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e estrangeiras (Universidade de Alcalá de Henares, Universidade do Minho). Integra a comunidade internacional de pesquisadores ligados ao Grupo de Trabalho Children, Youth and Media da European Communication Research and Education Association. Integra a Rede Kino – Rede Latino-Americana de Educação, Cinema e Audiovisual e a Rede de Pesquisadores em Educação e Mídia. Desde 2009, integra a Comissão Organizadora do Colóquio de Pesquisa em Educação e Mídia, evento científico bienal, que reúne pesquisadores para discussão de resultados de pesquisa. Desenvolve atividades de formação continuada de professores de escolas públicas e oferece cursos de extensão.

HISPROF

Coordenação: Prof. Jefferson da Costa Soares

O HISPROF investiga a constituição de identidades e trajetórias profissionais docentes em instituições específicas e com recortes temporais diversos. Atualmente, o Grupo desenvolve uma pesquisa sobre os quadros docentes do Colégio Pedro II no período entre o Estado Novo e o Golpe de 1964. Também se articulam ao Grupo outras pesquisas sobre a História das Disciplinas Escolares e História das Instituições Educacionais.  

INFOC

Coordenação: Profa. Sonia Kramer 

As bases teóricas para o estudo da infância, das crianças e da educação são formuladas pelo grupo a partir de uma perspectiva interdisciplinar baseada nos estudos da linguagem e estudos culturais, em especial em Benjamin, Bakhtin, Vigotski e Buber. Esse estudo e as contribuições da antropologia e da sociologia da infância favorecem um conhecimento denso, sensível e ético para compreender crianças, jovens e adultos no mundo contemporâneo.

Coordenação: Profa. Apparecida Mamede

O Diretório de Pesquisa JER, Jovens em Rede, do Departamento de Educação da PUC-Rio e certificado pelo CNPq, abarca um conjunto de pesquisas que têm como temática os “Jovens e o Conhecimento na Era Digital” . É coordenado pela Professora Emérita Maria Apparecida C Mamede-Neves. A repercussão de suas investigações, nesses mais de 25 anos de trabalho investigativo ininterruptos, se traduz pelas diversas parcerias internacionais que teve, quais sejam, com a Universitàt del Sacro Cuore de MIlano Itália, com o pesquisador Fernando Vidal na época pesquisador no Instituto Max Planck, Berlin, Alemanha , com a epistemóloga Sara Paín da Universidade de Sorbonne, Paris, França e UNICEF. Há mais de quatro anos atrás se filiou ao The Nordic Information Centre for Media and Communication Research (NORDICOM),uma cooperação entre os cinco países da Região Nórdica – Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia. Em 2015, este Diretório ampliou seu tema de investigação,  avaliando a importância dos jogos de tabuleiro ou digitais na construção de competências cognitivas essenciais à construção do saber escolar, dentro das camadas populares. Há mais de 10 anos tem contado com parcerias tais como do Departamento de Comunicação,  EJA, NEAM e Laboratório Interdisciplinar Design e Educação (LIDE) do Departamento de Arte & Design, todos pertencentes à PUC-Rio, além do Programa de Pós-Graduação em Educação da UNESA e do Grupo de Pesquisa LUPEIA da Faculdade de Educação da UFRJ.

LAED

Coordenação: Profa. Alicia Maria Catalano de Bonamino 
Vice-coordenação: Profa. Naira da Costa Muylaert Lima

O Laboratório de Avaliação da Educação (LAEd) foi fundado em 1997 e desde então vem realizando estudos na área de avaliação de políticas educacionais, sistemas de ensino e escolas e seus efeitos na eficácia e na equidade escolar. Os projetos desenvolvidos institucionalmente pelo LAEd recebem financiamento de agências de fomento (CNPq; CAPES e FAPERJ) e vinculam projetos de pesquisa individuais, no âmbito da produção de teses de doutorado, dissertações de mestrado e experiências de Iniciação Científica. O LAEd mantém interação acadêmica e de pesquisa com pesquisadores da UFJF e da UFMG, dentro do histórico de colaboração em pesquisa que começou a ser desenvolvido em 2004 com o Projeto GERES – Estudo Longitudinal da Geração Escolar 2005, que investigou fatores de eficácia e equidade em 303 escolas e cinco cidades brasileiras, entre 2005 e 2008. Desde 2018, as coordenadoras membros do LAEd participam de uma rede de pesquisa internacional que investiga os temas das desigualdades, da discriminação e do preconceito na educação e reúne pesquisadores da Argentina, do Chile e da França, no âmbito do Projeto CAPES Print.

Profex_01

Coordenação: Profa. Silvana Soares de Araujo Mesquita 

O PROFEX desenvolve e apoia pesquisas sobre o professor e sua prática no cotidiano das escolas. Articula-se com a produção do campo da Formação dos professores, da Didática, do Trabalho e da Profissão docente. Os estudos recentes destacaram os temas do desenvolvimento profissional, saberes docentes, boas práticas pedagógicas, além das temáticas das culturas juvenis, ensino médio e sentido da escola. A pesquisa “O exercício da docência no ensino médio: a centralidade do papel do professor no trabalho com jovens da periferia”, desenvolvida pela professora Silvana Mesquita [link para página dos professores], foi responsável pela origem do grupo e recebeu o Prêmio CAPES de Teses 2017 na área de educação. Atualmente o grupo desenvolve a pesquisa “O jogo da formação de professores: Tensões entre as práticas docentes, instituições formadoras e políticas norteadoras” que visa identificar qual o “lugar” dos conhecimentos didático-pedagógicos na formação e atuação dos professores do secundário. O PROFEX tem como princípio valorizar o protagonismo docente e discente nas pesquisas, além do espaço escolar como lócus de investigação, visando contribuir para compreensão e a melhoria do processo de ensinar e aprender.

InstagramFacebook

pt_BR